segunda-feira, 25 de abril de 2016

Caio Induscar entrega 10 novos Millennium articulados para BRT de Aracaju


Caio Induscar entrega 10 novos Millennium articulados para BRT de Aracaju - 11/04/2016

A Caio Induscar foi escolhida para o fornecimento de 10 unidades do novo modelo do ônibus Millennium, para a Viação Atalaia, que opera na cidade de Aracaju, Sergipe. O município é um importante centro urbano, econômico, cultural e político, sendo considerado a capital universitária nordestina.

Os ônibus entregues são do tipo articulado e foram adquiridos para compor o Sistema BRT, em implantação na cidade de Aracaju.

O modelo, que faz parte da quarta geração de urbanos de motor traseiro da marca Caio, possui itens de tecnologia embarcada como Wi-fi, GPS, Sistema Eletrônico de Bilhetagem, Câmeras de Segurança. Para total acessibilidade, são equipados com elevador, botão da campainha em braile, poltronas reservadas para idosos e espaço exclusivo para pessoas portadoras de necessidades especiais atendendo totalmente às NORMAS ABNT, NBR e CONTRAN.

Os veículos também contam com poltrona injetada, janelas laterais com vidros na cor fumê, itinerários eletrônicos em led. Com 18.60 metros de comprimento, os Millennium possuem capacidade para transportar 122 passageiros.



Apresentação dos novos ônibus

No evento de comemoração do aniversário da cidade, o Prefeito de Aracaju, João Alves Filho, acompanhado de autoridades locais, apresentou oficialmente os novos ônibus à população. Os 10 Millennium articulados entregues na ocasião, já começaram a circular pelo primeiro corredor do BRT, ligando o terminal da Zonal Sul na Praia de Atalaia ao terminal Marcos Freire. Brevemente, novos corredores estarão em operação.

A expectativa é que, com a implantação das faixas exclusivas para os veículos do Sistema BRT, o tempo de percurso seja 20% menor em comparação aos ônibus que rodam em vias convencionais, gerando maior agilidade no transporte coletivo da cidade, oferecendo conforto e segurança aos passageiros.

Para a Caio Induscar, é gratificante produzir carrocerias que se atendem às necessidades do cliente, aliando tecnologia, conforto aos usuários e contribuindo para o desenvolvimento da mobilidade urbana.

Fonte: http://www.caio.com.br/noticias.php?p=136&lg=P

Divulgação e Postagem: João Manoel da Silva
Equipe Litoralbus

Fechamentos de empresas de ônibus urbanos no Rio de Janeiro




Fechamentos de empresas de ônibus urbanos no Rio de Janeiro causam preocupação em 
população, trabalhadores e empresários

Somente no ano passado, quatro companhias de ônibus encerraram as atividades. A mais recente, neste ano, foi a Algarve que a partir de hoje deixa de operar 19 linhas na zona oeste.

ADAMO BAZANI

Com informações O DIA

O setor de transportes de passageiros está em alerta no Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira, 25 de janeiro de 2016, mais uma empresa de ônibus deixa de operar, é a Viação Algarve, que integrava o Consórcio Santa Cruz, e operava 19 linhas na zona oeste do Rio de Janeiro. A empresa tinha 462 funcionários e em torno de 100 veículos.

De acordo com o Rio Ônibus, que é o sindicato que representa as companhias de ônibus, a 
situação das empresas, que já não era favorável desde o início do ano passado, piorou a partir de agosto. Uma parte desta realidade por causa da crise econômica no País, motivada pelo descontrole das contas públicas por parte do Governo Federal: houve uma queda de 12% na demanda de passageiros no estado do Rio de Janeiro e o desemprego em outros setores também afetou a emissão de Vales-Transportes. Segundo a entidade, 90 mil vales deixaram de ser comprados em 2015.

A preocupação também é muito grande entre os trabalhadores. Por causa do quadro econômico atual, quatro empresas de ônibus deixaram de operar no ano passado, o que representou 1.980 demissões. O Rio Ônibus diz que a maior parte destes trabalhadores foi aproveitada pelas empresas que assumiram as linhas e que a população sentiu menos o impacto do fechamento das companhias de ônibus.

De acordo com Sintraturb, sindicato que representa os trabalhadores, a situação atual é bastante preocupante se comparada com os números de outros anos . De 1982 até 2004, sete empresas fecharam. Em 2015, quatro empresas encerraram as atividades e agora, no início de 2016, foi a vez da Algarve. O Sindicato aposta que outras companhias podem fechar as portas ainda em 2016.

A Algarve é uma empresa do Grupo Breda Rio e surgiu, para a licitação de 2010, da cisão da Auto Viação Jabour. 

Empresários, especialistas em mobilidade urbana e trabalhadores sugerem uma série de medidas para evitar o fechamento de outras empresas, mais demissões e até mesmo reflexos na operação para os passageiros. Entre elas, maior controle da gratuidade com restrições e uso de tecnologia como biometria facial, aumento dos subsídios para que haja um equilíbrio melhor nas contas do transporte e fontes externas de recursos, uma das ideias é, para todo o país, o direcionamento de parte da Cide, o chamado imposto sobre gasolina para subsidiar o transporte coletivo.

As empresas que encerraram as atividades recentemente foram:

2016

– Algarve (Consórcio Santa Cruz)

2015

– Translitorânea (Consórcio Intersul)

– Rio Rotas (Consórcio Santa Cruz)

– Andorinha (Consórcio Santa Cruz)

– Top Rio (Consórcio Internorte)

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes


Fonte: Blog Ponto de Ônibus
Foto: Caio César
Divulgação: João Manoel da Silva


Postagem: Equipe Litoralbus

domingo, 24 de abril de 2016

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Caravellas 1601 - 0 KM


Ônibus rodoviário da empresa Caravellas Transportes e Turismo, prefixo 1601, em Cajatí-SP com destino à São Vicente. Mercedes-Benz O-500R Bluetecc5 sob Marcopolo G7 Viaggio 1050. Foto: Douglas K. R. Santos no Ônibus Brasil.

Divulgação e Postagem de João Manoel da Silva (Equipe Litoralbus)

Busdoor Pense na Segurança


Foto(s): João Manoel da Silva


A Ética em Primeiro Lugar!
Obras de Livre Circulação Desde Que Respeitada
Os Direitos Autorais Fotograficos de Seus Autores

Postagem de João Manoel da Silva
(Equipe Litoralbus)

terça-feira, 19 de abril de 2016

TEL-São Bento Nova Frota Chegando


O Grupo Tel (Tel Turismo e Viação São Bento) com novos ônibus e  nova pintura. Primeiramente os novos ônibus vão para Campinas, sede da empresa.

Conheça o Grupo Tel
http://grupotel.tur.br/pg_home.php#

Divulgação e Postagem de João Manoel da Silva
Equipe Litoralbus

Consórcio de Constantino assume toda a Baixada Santista e Bilhetagem Eletrônica vai mudar





Consórcio de Constantino assume toda a Baixada Santista e Bilhetagem Eletrônica vai mudar



Passageiros dos serviços de transportes metropolitanos da Baixada Santista devem providenciar a 
partir do dia 17 de maio um novo cartão para bilhetagem eletrônica.

Trata-se do BR Card, do Consórcio BR Mobilidade, liderado por Constantino de Oliveira, que reúne 
a Viação Piracicabana Ltda. e Comporte Participações S.A.

Em junho, o consórcio assume a operação de todas as linhas metropolitanas da Baixada Santista, 
incluindo os serviços intermunicipais de ônibus e o VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, entre Santos e 
São Vicente, já de responsabilidade do grupo.

“A partir do dia 19/06/2016, ou seja, daqui a dois meses aproximadamente, a operação pelo Consórcio entra em vigor e os cartões das empresas Breda, Translitoral, Bertioga e Intersul não 
serão mais aceitos no sistema metropolitano. Assim, é importante que os usuários destas linhas 
intermunicipais e as empresas que concedem o vale transporte para os seus empregados façam a 
aquisição da quantidade de créditos suficientes até 18/6/2016, um dia antes da mudança.” – 
explica a EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, em nota.

As informações para solicitar os novos cartões serão divulgadas posteriormente no site 

O consórcio lderado pela família de Constantino vai ser responsável sozinho por uma estrutura que 
hoje conta com 66 linhas de ônibus intermunicipais, que são operadas por 530 ônibus, e o sistema 
de Veículo Leve sobre Trilhos. Somente na modalidade Vale-Transporte, a movimentação de 
créditos hoje é de aproximadamente R$ 3 milhões por dia.

ADAMO BAZANI, jornalista especializado em transportes

Matéria de 19 de abril de 2016 originária do Blog Ponto de Ônibus
https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2016/04/19/consorcio-de-constantino-assume-toda-a-

baixada-santista-e-bilhetagem-eletronica-vai-mudar/

Foto: José Orestes
Ônibus na foto: Piracicabana 8439 - Marcopolo Torino 2014 Longo Mercedes-Benz OF-1721/59 
Bluetec5

Divulgação e Postagem de João Manoel da Silva (Equipe Litoralbus)


segunda-feira, 18 de abril de 2016

Usuários poderão utilizar VLT das 7h às 19h a partir de 10/04 (domingo)


Usuários poderão utilizar VLT das 7h às 19h a partir de 10/04 (domingo)


Em mais um passo para consolidar a operação comercial entre Santos e São Vicente, o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) ampliará o horário de atendimento ao público entre as estações Pinheiro Machado, em Santos, e Mascarenhas de Moraes, em São Vicente, a partir do próximo domingo (10/04), quando começará a funcionar das 7h às 19h nesse trecho de 6,5km. Conforme planejamento divulgado no início de 2016, a partir de outubro o horário será novamente ampliado e o VLT vai atender aos usuários das 6h às 23h.

Os usuários estão sendo comunicados sobre a alteração por meio de faixas colocadas próximo às estações, avisos dentro dos VLTs, ônibus intermunicipais e informe na rede social e site da EMTU/SP (www.emtu.sp.gov.br).

O primeiro Veículo Leve Sobre Trilhos elétrico do Brasil opera comercialmente desde 31 de janeiro. No momento, sete veículos circulam ao longo de nove das 15 estações previstas no trecho de 11km entre Barreiros – Porto. A Estação Bernardino de Campos será entregue para operação até o final de abril. As demais estações do trecho santista (Ana Costa, Washington Luís, Conselheiro Nébias e Porto), além do Terminal Barreiros, em São Vicente, serão concluídas em outubro.

O Centro de Controle Operacional do VLT começa a operar em maio de 2016. O edifício é composto de três andares que somam 3.050 m2 de construção. Contará com nove consoles para o controle da: operação dos trens, sistemas de energia, movimentação eletrônica dos passageiros (embarque e desembarque) e segurança das estações e vias, além de um painel sinóptico de 9,5 metros de comprimento cerca de 2 metros de altura.

Gerenciado pela EMTU/SP (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o VLT é o eixo principal do Sistema Integrado Metropolitano – SIM que o Governo do Estado está implementando na região por meio da parceria público-privada com o Consórcio BR Mobilidade Baixada Santista.

O SIM será complementado pela reestruturação do sistema de ônibus metropolitano, contribuindo para a melhoria da mobilidade entre os nove municípios da Baixada e trazendo ganhos de qualidade de vida ao reduzir o nível de ruído urbano e a poluição ambiental.


Atualizado em: 06/04/2016 16:00:09

Fonte: http://www.emtu.sp.gov.br/emtu/imprensa/imprensa/rede-de-transporte/usuarios-poderao-utilizar-vlt-das-7h-as-19h-a-partir-de-10-04-domingo.fss

Divulgação e Postagem: João Manoel da Silva (Equipe Litoralbus)

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Princesa dos Campos, mais 23 ônibus novos em 2016











Matérias escaneadas da Revista Sou+Ônibus, Edição nº 01 de Março/Abril de 2016



Divulgação e Postagem de João Manoel da Silva
Equipe Litoralbus

Rumo ao paraíso com a Litorânea






Matérias escaneadas da Revista Sou+Ônibus, Edição nº 01 de Março/Abril de 2016


Divulgação e Postagem de João Manoel da Silva
Equipe Litoralbus

Revista Sou+ônibus





Sou assinante a varios anos da revista Setnews da Setpesp que agora virou Sou+ônibus

Divulgação e Postagem de João Manoel da Silva
Equipe Litoralbus

#Noticias










Breda Controle de Quilometragem











Matérias escaneadas da Revista Sou+Ônibus, Edição nº 01 de Março/Abril de 2016
* exceto Breda Controle de Quilometragem


Divulgação e Postagem de João Manoel da Silva
Equipe Litoralbus