sábado, 29 de novembro de 2014

Costa Rica elege Volksbus automatizado

  • 28.11.2014

Volksbus 17.230 automatizado para Costa Rica

A MAN Latin America acaba de entregar 30 chassis de ônibus do modelo Volksbus 17.230 EOD, equipado com transmissão automatizada V-Tronic, a duas empresas de transporte público de Costa Rica: o Grupo Coopana R.L. e a Microbuses Rápidos Heredianos. Os novos veículos, fabricados em Resende (RJ) e equipados com carrocerias brasileiras, são comercializados por meio da Eurobus, importadora oficial da marca no país. 

De forma inovadora, como foi no mercado brasileiro, a opção automatizada V-Tronic para veículos urbanos derruba paradigmas no transporte de passageiros nas cidades. Os novos chassis estão equipados com câmbio de acionamento mecânico, mas sem alavanca de mudança de marchas e sem o pedal de embreagem. Para o motorista, é como dirigir um ônibus automático, e para o empresário as operações de manutenção são as mesmas de uma caixa de câmbio mecânica. Os novos veículos são responsáveis pelo transporte de passageiros da província de Heredia até a capital de Costa Rica em San José, percorrendo aproximadamente 60 quilômetros por viagem diariamente. 

“A escolha por chassis Volkswagen se deu pelo ótimo desempenho da transmissão automatizada V-Tronic durante testes nos clientes, além do ótimo serviço de pós-vendas apresentado pela marca no país. Nossos clientes retornaram a casa após quatro anos diante de uma má experiência no respaldo de unidades da marca concorrente”, afirma Roberto Pérez, gerente geral da Eurobus. 

O Grupo Coopana é responsável por uma frota de 160 ônibus urbanos, sendo 65 deles da marca Volkswagen. Inicialmente foram adquiridas unidades do modelo Volksbus 17.210 OD e após quatro anos, o grupo voltou a adquirir os novos modelos Volksbus 17.230 EOD.

Fonte: MAN Latin America
http://www.man-la.com/sala-de-imprensa/33-noticia-sem-categoria/22048-costa-rica-elege-volksbus-automatizado

DF - Mudanças no sistema do BRT entram em vigor neste sábado

Quarta, 19 Novembro 2014 17:18

Mudanças no sistema do BRT entram em vigor neste sábado

Foto:Mary Leal/Arquivo
  Johnny Braga, da Agência Brasília

Os usuários deverão usar o Expresso DF e a integração com outros ônibus para chegar a destinos como Cruzeiro e Paranoá
BRASÍLIA (19/11/14) - O Expresso DF Sul passará por mudanças a partir do próximo sábado (22). Todas as linhas que saem do Gama ou de Santa Maria, operadas pela Viação Pioneira, passarão a ser integradas ao BRT. Com isso, os passageiros deverão utilizar o Expresso DF e desembarcar na Estação Park Way ou Rodoviária do Plano Piloto para chegar a destinos como Cruzeiro, Paranoá e Guará (confira abaixo).

No mesmo dia, 100% dos ônibus do BRT entrarão em circulação e toda a frota do Gama será renovada, não existindo mais ônibus da frota antiga em operação. Dessa forma, mais de 50 veículos convencionais da antiga frota saem de circulação e 25 articulados – que serão remanejados entre as linhas – entram em operação.

Segundo o diretor-geral do DFTrans, Jair Tedeschi, com a medida, haverá aumento na frequência dos horários. "Hoje, quem sai do Gama para o Cruzeiro conta com seis saídas diárias, com a mudança existirão 50. Ou seja, haverá mais ônibus e maior comodidade para se deslocar para esta e outras regiões, no entanto, o usuário deve adquirir um dos cartões do SBA para fazer a integração e pagar apenas uma única tarifa", explicou.

ENTENDA – Quem sai do Gama ou Santa Maria para Cruzeiro, Sudoeste, Guará, Núcleo Bandeirante e W3 Norte e Sul deverá pegar uma das linhas alimentadoras e desembarcar nos terminais de integração do BRT. Desse ponto, poderão acessar os ônibus do Expresso DF até a Estação Park Way, onde deverão desembarcar e se deslocar até os abrigos nas margens da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA), ao lado da estação, para pegar o outro veículo que os levarão até essas cidades.

As linhas com destino ao Paranoá, SIA e Lago Sul sairão do abrigo ao lado da Estação Park Way no sentido Gama/Santa Maria para o Plano Piloto. As demais do SAAN, SMU, Guará, Núcleo Bandeirante e Sudoeste sairão da parada que está no sentido inverso.

Os passageiros que seguem para a W3 Sul ou para o Setor de Indústrias Gráficas (SIG) contarão com linhas saindo direto dos terminais de integração para esses dois destinos nos horários de pico. Nos demais horários, essas linhas sairão do terminal do Park Way, não havendo necessidade de os usuários se deslocarem para os abrigos da Epia.

Haverá mudanças nas linhas com destino à W3 Norte, L2 Sul e Norte, Esplanada e Lago Norte. Os passageiros que seguirão rumo a esses destinos deverão desembarcar na Rodoviária do Plano Piloto e fazerem a integração em outros ônibus para seus destinos.

Os cartões do Sistema de Bilhetagem Automática (SBA) podem ser adquiridos nos postos do SBA, nos terminais do BRT, na Estação Park Way ou em qualquer BRB Conveniência. Com um dos cartões, o usuário pode utilizar até três ônibus, no tempo máximo de 2 horas, pagando o total de R$ 3.

Fonte: Agência Brasília
http://www.df.gov.br/conteudo-agencia-brasilia/item/17338-mudan%C3%A7as-no-sistema-do-brt-entram-em-vigor-neste-s%C3%A1bado.html

DF - DFTrans entrega 33 novos ônibus

Quarta, 19 Novembro 2014 09:16

DFTrans entrega 33 novos ônibus
Foto: Hmenon Oliveira / Arquivo

Núcleo Bandeirante, Samambaia, Recanto das Emas e Riacho Fundo 1 e 2 serão beneficiados
 BRASÍLIA (19/11/14) - Núcleo Bandeirante, Samambaia, Recanto das Emas e Riacho Fundo 1 e 2 (Bacia 3) receberão, nesta quinta-feira (20), mais 33 ônibus da nova frota. São 25 carros articulados e 8 convencionais que vão reforçar linhas cuja operação é feita pela Urbi, o que representará mais conforto para esses usuários.

Os coletivos articulados têm capacidade para transportar, por viagem, 130 pessoas, já os convencionais, 85. A Urbi, cujos carros têm a cor azul, já disponibilizou 529 veículos para a população da Bacia 3.

"A licitação foi feita por regiões geográficas. Assim, sempre que houver necessidade, após um estudo técnico do DFTrans e emissão das ordens de serviço, a empresa deve adquirir novos coletivos", explicou o diretor-geral do DFTrans, Jair Tedeschi.

Nos ônibus novos, os passageiros podem realizar – em um período de até duas horas, no mesmo sentido – a integração com os ônibus da TCB, com os novos carros das demais bacias, além do metrô. Para contar com o benefício, os usuários devem portar um dos cartões do Sistema de Bilhetagem Automática (SBA).

Os coletivos das empresas operam em cinco bacias, previstas na licitação que reformulou todo o Sistema de Transporte Público Coletivo. Essa reformulação representa uma renovação quase total da frota operante no DF – ficando de fora apenas os micro-ônibus das cooperativas que possuem contratos ainda vigentes.

Serviço
Entrega simbólica de novos ônibus da Urbi
Data: 20 de novembro
Horário: 10h
Local: Terminal Sul de Samambaia

Fonte: Agência Brasília
http://www.df.gov.br/conteudo-agencia-brasilia/item/17299-dftrans-entrega-33-novos-%C3%B4nibus.html

Uberlândia - Prefeitura entrega mais 11 novos ônibus para a população

Publicado em: 20/11/2014 11:40:14






A Prefeitura de Uberlândia, através da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran), continua investindo na renovação da frota de transporte coletivo para garantir conforto, pontualidade e segurança à população. Os usuários do Sistema Integrado de Transportes (SIT) de Uberlândia ganharam nesta quinta-feira (20), 11 novos ônibus. Os novos veículos fazem parte da renovação da frota da empresa Transporte Urbano São Miguel e todos possuem nova identidade visual. A entrega aconteceu na Praça Cívica do Centro Administrativo Municipal.
A frota atual contém 419 veículos e parte deles está sendo substituída e continuará sendo até meados de 2015. Além dos carros mais antigos, serão trocados todos os ônibus de 11 metros pelos que têm carroceria de 13 metros. Os novos carros contam com suspensão a ar em vez de molas, o que diminui o barulho e aumenta o conforto para o usuário. Para o corredor estrutural da avenida João Naves de Ávila, serão implementados gradualmente modelos articulados de última geração, com ar refrigerado e monitores informativos sobre as paradas nas estações. Todos os veículos zero quilômetro que vão entrar em circulação são adaptados com plataformas elevatórias para cadeirantes, cadeiras especiais para gestantes e obesos.
Na solenidade de entrega, o prefeito Gilmar Machado falou da importância dos novos ônibus para melhorar a qualidade do transporte coletivo. “Estamos aos poucos mudando o transporte público com firme propósito de oferecer à população segurança e qualidade nos serviços”, afirmou.
O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Alexandre Andrade, aproveitou a ocasião para informar que a Banda Municipal de Uberlândia receberá na próxima semana um novo ônibus, garantindo conforto e segurança para os músicos. “A renovação representa um grande avanço no nosso sistema de transporte. Estamos empenhados para novas conquistas que virão e temos orgulho de dizer que nossa cidade conta com um dos melhores serviços de transporte público do Brasil”, afirmou.
Uberlândia é um dos municípios de referência nacional no quesito transporte público. Tal fato se deve ao seu moderno sistema integrado. São mais de 120 mil viagens por mês realizadas pelas três empresas concessionárias com 99% de eficiência e 100% da frota acessível. Até o final de 2015, serão implantados cerca de 60 km de corredores exclusivos de ônibus para o transporte coletivo, garantindo regularidade no serviço e redução do tempo de viagem, atraindo número cada vez maior de usuários. 

Fonte: Prefeitura de Uberlândia
http://www.uberlandia.mg.gov.br/2014/noticia/8672/prefeitura_entrega_mais_11_novos_onibus_para_a_populacao.html

Porto Alegre -Transporte coletivo: nova licitação será feita por linhas

24/11/2014 16:56:15


Foto: Cristine Rochol/PMPA
Fortunati e Cappellari pretendem visitar empresas interessadas na operação
Fortunati e Cappellari pretendem visitar empresas interessadas na operação
O prefeito José Fortunati anunciou nessa segunda-feira, 24, que um novo edital de licitação do transporte coletivo por ônibus de Porto Alegre será elaborado no prazo máximo de seis meses. Desta vez, o processo será dividido por linhas ou grupos de linhas, e não mais por bacias. O anúncio foi feito após a segunda concorrência pública para concessão do serviço ter resultado deserta. (fotos)

A segunda sessão de recebimento das propostas de empresas e consórcios interessados em operar o transporte público por ônibus de Porto Alegre foi realizada no auditório da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Aberta ao público, reuniu imprensa, técnicos, gestores e autoridades. Como na primeira tentativa, em 3 de junho de 2014, a licitação resultou deserta. “Nossas equipes começam a trabalhar, imediatamente, na elaboração de um novo edital. Vamos realizar a licitação por linhas ou grupos de linhas, permitindo a participação de pequenas empresas e consórcios de pequenas empresas. Isso deve tornar o processo mais democrático”, explicou Fortunati.

Ao lado do diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, o prefeito destacou ainda outras medidas que serão adotadas nesse processo. “Criaremos comissões de usuários que vão controlar como está sendo realizada a prestação do serviço. É um modelo que já funciona e se mostrou eficiente com as comissões de obras do Orçamento Participativo. A bilhetagem eletrônica será controlada pelo poder público. Também vamos intensificar a fiscalização sobre a renovação, manutenção dos veículos e a qualidade da frota, e comunicar o Ministério Público de que não estão sendo realizadas da forma adequada, conforme estabelece a legislação”, afirmou. Fortunati e Cappellari pretendem visitar pessoalmente empresas do Rio Grande do Sul, do Brasil e também no exterior para buscar interessados em operar o sistema na Capital.

O novo edital – Algumas diretrizes estabelecidas no último edital devem ser mantidas, uma vez que foram realizadas diversas reuniões com a equipe técnica do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e com a equipe do Ministério Público de Contas, para definir quesitos importantes a constarem no documento. Cappellari destaca especialmente a integração das linhas com o metrô e BRTs, quando esses sistemas começarem a operar. “Já estamos prevendo, no edital, o ajuste de linhas e as adequações no serviço de transporte de passageiros por ônibus a partir do início da operação do metrô e dos BRTs”, disse o diretor presidente da EPTC.
 
Outros itens que devem permanecer inalterados:

a) Frota x ar-condicionado: foi mantida a exigência para cada concessionária, que deverá atender a proporção mínima de 25% de veículos equipados com ar-condicionado quando do início da operação. Porém, foi ampliado o prazo para que toda a frota tenha ar-condicionado, nos seguintes prazos: em 5 anos, 75% da frota contará com ar-condicionado, e, em 10 anos, 100% da frota.

b) Ganhos de produtividade: foi incluída na fórmula de cálculo da tarifa do usuário a variação de 0,50% ao ano, equivalente aos ganhos de produtividade dos operadores. Se a redução de custos for inferior, será risco do operador; se os ganhos forem maiores, irão para o operador.

c) Indicadores de qualidade x modicidade tarifária: a empresa operadora que descumprir o valor de desempenho total anual (VDTA) dos índices de qualidade terá descontada de sua remuneração, no ano seguinte à medição, o percentual de até 1,00%. Esse percentual será gradual, conforme o número de indicadores descumpridos, variando de 0,50 até 1,00%. Os valores descontados das empresas serão revertidos para modicidade tarifária.

d) Aumento real: O edital prevê reajuste anual, de acordo com custos de operação, e uma revisão da tarifa a cada 4 anos.
 
Tentativa de impugnar a licitação

 No dia 14 de novembro, sexta-feira, a Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) encaminhou solicitação para impugnação do edital, em documento de cerca de 300 páginas, para a Comissão Especial de Licitações da Secretaria Municipal da Fazenda. Todos os itens foram respondidos pela EPTC e as respostas publicadas no Diário Oficial (Dopa) do município e no site da Prefeitura em 19 de novembro. No mesmo dia, o conselheiro do TCE, Pedro Poli Figueiredo, colocou à apreciação do Pleno do Tribunal de Contas o pedido cautelar de suspensão do procedimento licitatório, o qual não foi apreciado, pois o Ministério Público de Contas solicitou vistas do processo. As empresas, administrativamente, protocolaram ainda mais duas impugnações, uma em 20 de novembro, e outra em 21 de novembro, sendo que ambas foram devidamente respondidas (21/11), sendo as respostas disponibilizadas no Dopa e no site da prefeitura.
 
Esclarecimentos sobre temas questionados: a EPTC reforçou os esclarecimentos sobre dois itens especialmente questionados, em manifestações públicas, pela direção da ATP e pelo conselheiro do TCE:
 
1) Participação de mercado da Carris – Foi realizada uma adequação da participação existente atualmente, utilizando-se de um critério de cálculo de participação baseado nos custos de operação, com limites máximos estabelecidos pelo poder concedente, para que determinados custos, que são maiores na Carris, não fossem considerados neste cálculo. Ademais, no presente edital aconteceram readequações de linhas entre a bacia pública e as demais bacias, o que altera a composição de custos entre as bacias, sendo necessária, portanto, a readequação destes percentuais. O custo de cada operador foi obtido considerando-se os custos reais de operação dos  atuais operadores, incluindo a Companhia Carris Porto-Alegrense. Os custos são combustível e fator de utilização de motorista/cobrador.
 
Os demais coeficientes de custo utilizados para o cálculo do custo quilométrico de cada operador foram os mesmos para todos os operadores, destacando-se o coeficiente de consumo de lubrificantes, vida útil de pneus e recapagens, coeficiente de consumo de peças e acessórios, coeficiente de consumo de outras despesas e os fatores de utilização de pessoal administrativo e de manutenção. Dessa forma, não foram considerados para fins de determinação do percentual de participação de mercado dos futuros operadores os custos operacionais da empresa Carris Porto-Alegrense, que pudessem garantir uma vantagem indevida em relação aos demais operadores. Conforme apresentado, os únicos custos independentes de cada operador considerados neste cálculo foram combustíveis e fator de utilização de motorista/cobrador, relacionados à área de atuação de cada um.
 
Conclusão do TCE - A equipe técnica do TCE, através da informação AT/DCF 49/2014, assim concluiu: “apesar de estabelecidos os novos percentuais de participação no mercado, a tarifa usuário não é impactada pelo aumento da participação do mercado pela empresa Carris. Como ficou demonstrado, a Carris vinha aumentando gradualmente a sua participação na quantidade total de passageiros transportados, chegando a deter uma participação de 22,99%, ficando próximo do percentual de seus custos no aistema, que foi projetado em 23,16%”.
 
Continuam os técnicos: “por fim, o novo critério de definição de marcado está sendo adotado no momento em que ocorreram ajustes de linhas entre as bacias. A EPTC estima que essa alteração elevará os custos de operação da empresa Carris, eis que repassou linhas de menor extensão, as radiais, ficando com linhas de maior extensão, principalmente as transversais, com destino à zona Sul da cidade”.
 
2) Composição da planilha tarifária – Nas planilhas, estão elencados todos os itens que foram considerados no estudo de viabilidade econômica, porém, sem preenchimento dos valores, a fim de que os licitantes possam ter liberdade para aportar seus custos com cada item apresentado do fluxo de caixa. As planilhas completas com seus valores não foram publicadas uma vez que não vinculam a proposta técnica e apenas serviram de parâmetro para a fixação das tarifas teto de cada lote. Além disso, qualquer licitante pode acessar o site da EPTC (www.eptc.com.br) e obter todas as informações relativas ao último cálculo tarifário de ônibus realizado em 2014. No entanto, todas as planilhas, com os respectivos valores, na data de 19 de novembro, estão no site da prefeitura.
 
Conclusão do TCE - Por intermédio da informação AT/DCF 46/2014, a equipe técnica assim se manifestou: “diante destas análises macrossistêmicas, e considerando as análises pontuais sobre os custos realizados nesta informação, é possível concluir pela coerência entre os dados utilizados na concepção do atual edital, com relação ao edital anterior, e até mesmo os dados do último reajuste praticado na tarifa de Porto Alegre, muito embora tenha ocorrido uma migração para uma nova metodologia adotada pela EPTC, utilizando-se o método do fluxo de caixa com uma TIR de 8% a.a”.
 
Mais adiante: “conforme já descrito nessa informação, no item 3. Demonstração do estudo de viabilidade da concessão, o Poder Concedente forneceu os principais componentes dos custos, demanda e rodagem para fins de constituição de forma estruturada de proposta comercial”.
 
Concluem os auditores: “Ainda que ausente o detalhamento dos cálculos definidores da Tarifa Teto, as informações hoje disponíveis permitem o acesso de dados necessários para elaboração de proposta técnica pelos  concorrentes, isso sem considerar o grande conhecimento dos operadores sobre os seus custos e dos praticados no mercado. Recentemente foram realizadas as licitações do sistema de transporte dos municípios de Brasília e Florianópolis. Os dois editais de licitação apresentaram somente os valores das Tarifas Tetos, deixando de apresentar, na íntegra, os cálculos baseados no modelo de fluxo de caixa e, no entanto, essas cidades já encerraram seus processos licitatórios, sendo que os operadores que venceram os pleitos já estão prestando seus serviços de transporte coletivo por ônibus à luz de novos contratos”.
 
 
Cronologia:
 
- 2011 -  Criação formal de um Grupo de Trabalho e de Comissão Técnica para preparação da licitação de concessão do transporte coletivo por ônibus de Porto Alegre.
 
- 2012 e 2013 -  Desenvolvimento de estudos de contratações e coleta de dados e informações de outras cidades que já realizaram o procedimento da licitação.
 
- 2012 a 2014 -  Acompanhamento, realização de reuniões e total disponibilização de sistemas e informações junto à Inspeção Especial iniciada no segundo semestre de 2012 pelo Tribunal de Contas do Estado/RS. Incluindo intervenções e consultas em relação à tarifa, operação, fiscalização e serviço do transporte coletivo. A inspeção foi finalizada em fevereiro de 2014, com determinação para licitar o serviço em 60 dias.
 
- 3 de fevereiro de 2014 - Decisão judicial determinando publicação do edital em 30 dias.
 
- 11 de fevereiro de 2014 - Publicação de Portaria designando a Comissão Especial de Licitação.
 
- 13 a 21 de fevereiro de 2014 - Reuniões com a população em todas as 17 regiões do Orçamento Participativo para recebimento de colaboração ao edital.
 
- 18 de fevereiro de 2014 - Publicação de Portaria designando a Comissão Técnica da EPTC para elaborar o projeto básico da licitação.
 
- 27 de fevereiro de 2014- Publicação do Decreto 18.579, autorizando a delegação mediante concessão da prestação, exploração dos serviços de transporte coletivo de passageiros por ônibus, para viabilizar a licitação conforme do artigo 5º da Lei nº 8987/95 – Lei das Concessões.
 
- 27 de fevereiro de 2014 - Primeira audiência pública promovida pela prefeitura na Câmara de Vereadores.
 
- 27 de fevereiro de 2014 - Decisão do TJ-RS prorrogando a publicação do edital por mais 30 dias.
 
- 10 de março de 2014 - Segunda audiência pública promovida pela prefeitura, no Ginásio Tesourinha.
 
- 10 de março de 2014 - Divulgação de consulta virtual para recebimento de sugestões por e-mail, entre os dias 12 a 18 de março de 2014.
 
- 18 de março de 2014 - Realização de esclarecimentos em reunião no Conselho Municipal dos Transportes Urbanos (Comtu).
 
- 31 de março de 2014 - Publicação do primeiro edital de concorrência pública para o serviço de transporte coletivo por ônibus.
 
- 3 de junho de 2014 -  Ato para entrega das propostas da licitação, que resultou deserta.
 
- 19 de setembro de 2014 - Publicação do novo edital de concorrência pública para o serviço de transporte coletivo por ônibus.
 
- 24 de novembro de 2014 - Data marcada no edital para recebimento das propostas para a licitação




Texto de: Melina Fernandes e Cláudio Furtado
Edição de: Jandira Davila Feijó
Fonte: Portal PMPA
http://www2.portoalegre.rs.gov.br/portal_pmpa_novo/default.php?p_noticia=174220&NOVA+LICITACAO+DO+TRANSPORTE+COLETIVO+SERA+FEITA+POR+LINHAS

São Luís - Prefeitura entrega 31 ônibus para o sistema de transporte coletivo

quarta-feira, 26 de novembro de 2014 0:00

A Prefeitura de São Luís garantiu a entrega de 31 novos ônibus ao sistema de transporte coletivo da capital maranhense. A entrega dos veículos ocorreu na manhã desta quarta-feira (26) na Praça Maria Aragão, no Centro. A renovação da frota integra o remodelamento do sistema de transporte público, definido pelo prefeito Edivaldo.
O secretário de Trânsito e Transportes (SMTT), Canindé Barros, representou o prefeito Edivaldo na ocasião. Ele ressaltou que os novos ônibus estão equipados com elevadores para garantir acessibilidade a todos os usuários do transporte público. “Hoje está sendo cumprida a colocação de 31 novos ônibus no sistema de transporte urbano. O prefeito está empenhado na melhoria do sistema e já foram incorporados 100 novos ônibus desde o início da gestão e mais 31 com a entrega de hoje”, afirmou.
A aquisição dos veículos foi feita por seis empresas do sistema de transporte coletivo. Os ônibus beneficiarão os usuários da Cidade Operária, Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Distrito Industrial e São Raimundo. Além da renovação da frota, a Prefeitura trabalha na construção do processo licitatório do transporte coletivo, que oferecerá maior qualidade ao sistema, com veículos novos e modernos e um maior número de viagens ofertadas.
“Com a licitação, entre as ações previstas estão a oferta de ônibus novos circulando na cidade, o que contribui para o cumprimento de horários. A licitação também permitirá a tecnologia de GPS, para acompanhar o percurso do transporte coletivo e fazer com que as pessoas cheguem no horário certo em suas casas e no trabalho. A intenção principal é oferecer um transporte de qualidade”, explicou Canindé Barros.
O presidente da Associação dos Usuários de Transporte Coletivo, Paulo Henrique, esteve presente na entrega dos veículos nesta quarta-feira e afirmou estar otimista com as ações da Prefeitura. “A gente fica feliz sabendo que está tendo o cumprimento do que foi acordado. Com a entrega desses coletivos, estamos vendo um empenho da Prefeitura e dos empresários”, declarou Paulo Henrique.
Segundo o vice-presidente do SET, Gilson Neto, todas as empresas estão empenhadas para entregar a nova frota. “Esse é um número expressivo. Por conta disso, não dá para entregar de uma só vez 250 carros. Todas as fábricas de chassi ou de carroceria foram envolvidas nessa operação e estão entregando por lotes. À proporção que os lotes forem ficando prontos serão enviados para São Luís e até o dia 31 de janeiro entregaremos todos os 250 ônibus”, relatou o empresário.
OUTRAS AÇÕES
A Prefeitura de São Luís tem desenvolvido uma série de ações para a melhoria do sistema de transporte. “Com as modificações geométricas ao longo da cidade, estamos contribuindo para melhoria do sistema de transporte. Não adianta ter ônibus novos e grandes congestionamentos. O prefeito Edivaldo determinou e nós da SMTT estamos fazendo a melhoria dos pontos críticos da cidade, até a chegada das grandes obras estruturais, com apoio do governo estadual e federal”, esclareceu Canindé Barros.
Além disso, está sendo implantado o sistema de identificação biométrica, em teste nas linhas do eixo Itaqui-Bacanga. O procedimento permitiu a constatação do uso indevido de benefícios como meia-passagem e gratuidade, resultando na apreensão de mais de cinco mil cartões de transporte.
Também foram intensificadas as ações contra o transporte irregular de passageiros, com a aplicação de multas e apreensões de veículos conforme a legislação vigente. Outra importante medida em andamento é o novo marco regulatório do setor de transporte. O prefeito Edivaldo já encaminhou o Projeto de Lei Autorizativa nº 076/14 para apreciação e aprovação da Câmara Municipal.
Participaram do evento os vereadores Pedro Lucas Fernandes (PTB), Pavão Filho (PDT), Edmilson Jansen (PTC), Josué Pinheiro (PSDC), e os secretários José Cursino (Planejamento), a adjunta da Semcas, Nazareth Garcez, e o presidente do Impur, Luiz Carlos Borralho.

Fonte: Prefeitura de São Luís
http://www.saoluis.ma.gov.br/frmNoticiaDetalhe.aspx?id_noticia=9683

Comissão aprova reajuste na tarifa do transporte coletivo em Bertioga

28 de novembro de 2014

ÔNIBUS

A partir de segunda-feira (1º), a passagem dos ônibus urbanos, que operam as linhas principais em Bertioga terá um novo valor. Decreto nesse sentido foi publicado no Boletim Oficial nº 641, de 29 do corrente, que segue parecer da Comissão de Estudo e Análise do Transporte Coletivo (CEAT), que reajusta a tarifa de R$ 2,80 para R$ 3,10.
O mesmo decreto estabelece a tarifa de R$ 1,00 para as linhas alimentadoras 91 e 92, dos bairros Chácaras e Boracéia, respectivamente (que farão a integração), que desde janeiro deste ano operam em caráter experimental. A tarifa a ser paga para utilização da linha alimentadora será cobrada a partir de 08 de dezembro.
Conforme decreto, na viagem de integração será debitado, no Cartão Transporte, o valor do complemento para a tarifa vigente. Para ter direito ao abatimento da diferença tarifária entre a linha alimentadora e a principal será necessário a utilização do Cartão Transporte, que será emitido pela empresa Viação Bertioga, tendo em vista que a integração só poderá ser realizada para os passageiros que tenham o cartão.
Reunião
Por determinação do prefeito de Bertioga  no próximo dia 18, a CEAT promoverá uma reunião, aberta ao público, para ouvir a população sobre a questão do transporte público na Cidade. O encontro será realizado às 10 horas, no Espaço Cidadão-Centro, que fica na Avenida Anchieta, 392 – Centro.

Fonte: Prefeitura de Bertioga
http://www.bertioga.sp.gov.br/noticias/comissao-aprova-reajuste-na-tarifa-do-transporte-coletivo-em-bertioga/

Guarujá - Após 20 meses, passagem de ônibus sofre reajuste

29/11/2014

A partir da próxima segunda-feira (1º), a passagem de Guarujá sofrerá alteração. O valor da viagem no Município passará para R$ 3,20, porém uma série de benefícios acompanhará este reajuste. Uma das grandes novidades é que os passageiros poderão contar com serviço wi-fi gratuito em todos os veículos da frota e nos terminais da Cidade até o final de dezembro.
Além do serviço de internet gratuita, estão previstos mais vinte novos abrigos de ônibus até o final do ano. A frota também contará, nos primeiro meses de 2015, com um aumento de veículos em suas viagens, o que acarretará na diminuição de tempo de espera nos pontos, viagens mais rápidas e mais conforto para o cidadão. Outra novidade, será um aplicativo para celulares e tablets, onde o usuário poderá acompanhar em tempo real á localização do ônibus que deseja.
Um estudo da comissão de fiscalização da Rede de Transporte de Guarujá (RTG), composta por representantes e usuários do transporte público, associações de moradores, prefeitura, sindicato dos empregados e concessionária, demonstrou que a elevação do valor dos insumos (pneus, peças, combustível, entre outros), bem como dois dissídios coletivos para os trabalhadores da categoria, aumentaram os custos operacionais do serviço de transporte.

Fonte: Prefeitura de Guarujá
http://portal.guaruja.sp.gov.br/2014/11/apos-20-meses-passagem-de-onibus-sofre-reajuste/

Santos - Uso do Cartão Transporte aos domingos garante economia a passageiros

27NOV

Atualizado em: 27 nov 2014 às 08h
Os passageiros que possuem Cartão Transporte pagam meia tarifa aos domingos. A medida que serve para desestimular o pagamento da passagem com dinheiro proporciona embarque mais rápido e seguro. Para usufruir do benefício, quem tem vale transporte (com créditos carregados pela empresa) não precisa confeccionar um novo cartão. Basta apenas carregar créditos comuns para pagar R$1,45 no embarque.
De segunda-feira a sábado, o validador do ônibus desconta, prioritariamente, o saldo do vale-transporte (empresarial); apenas no domingo, para usufruir do benefício, são liberados os créditos comuns inseridos pelo usuário.
Estudantes igualmente podem ser favorecidos com a meia passagem aos domingos. Basta confeccionar um cartão adicional nas lojas da Viação Piracicabana ou fazer a solicitação pelo site (www.santosonibus.com.br). O usuário receberá o CT em casa, de forma gratuita. Outra vantagem é que o Cartão Transporte acumula um saldo equivalente a duas passagens, mesmo sem créditos, para situações emergenciais. Somente na recarga seguinte o valor é descontado.
Recarga
A CET-Santos, em conjunto com a Viação Piracicabana, ampliou os estabelecimentos de recarga e/ou venda de bilhetes múltiplos, de 24 para 291 pontos de venda terceirizados (PVTs). Atualmente, 237 locais realizam ambos os serviços, 33 deles só fazem venda de múltiplos e 21 efetuam recargas.
Também pela internet, os cidadãos podem recarregar os créditos eletrônicos, com pagamento feito por cartão de crédito ou boleto bancário. Desde janeiro de 2013, quando houve o incentivo ao uso do CT, mais de 100 mil passageiros o confeccionaram.
Segurança
Com menor volume de dinheiro nos coletivos, foi possível diminuir os índices de assaltos nos ônibus e agilizar os embarques. Atualmente, mais de 95% da população santista não utiliza dinheiro para pagar a passagem.
Bike Santos
Os usuários do sistema de bicicletas públicas, Bike Santos, também encontram vantagens com o uso do Cartão Transporte e que não se resume ao embarque nos ônibus. O CT funciona como uma chave de liberação das bicicletas, sendo o procedimento mais rápido para resgatar os veículos.
Reduz custos, porque dispensa o uso de telefone celular para ligar à central, e não depende de acesso à internet. Com o cartão em mãos, basta encostá-lo no sensor da estação, aguardar a mensagem no display e aproximar mais uma vez para confirmar a liberação.
O veículo pode ser utilizado por 45 minutos contínuos e devolvido em qualquer estação, respeitando o intervalo de, no mínimo, 15 minutos para realizar uma nova viagem.
Foto: Anderson Bianchi
Fonte: Prefeitura de Santos
http://www.santos.sp.gov.br/?q=noticia/877486/uso-do-cart-o-transporte-aos-domingos-garante-economia-passageiros

Santos - Seduc ganha dois micro-ônibus acessíveis

28NOV

Atualizado em: 28 nov 2014 às 08h
A Secretaria de Educação (Seduc) recebeu, nesta sexta-feira (28), em frente ao paço municipal, dois micro-ônibus acessíveis custeados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do programa federal Caminho da Escola.
Os veículos, vistoriados pelo Inmetro, irão ampliar a frota de transporte escolar de alunos para 16 carros. A rede municipal de ensino já dispõe de 14, incluindo vans, ônibus e micro-ônibus, atendendo hoje 1.700 estudantes em geral. Cada micro-ônibus tem capacidade para 22 crianças sentadas.
Com custo zero para o município, os ônibus estão orçados em R$ 300 mil. São dotados de área reservada para cadeirante e cão guia; três poltronas preferenciais, com cinto de segurança subabdominal; sistema de comunicação para informação aos estudantes com deficiência visual ou auditiva; comunicação visual interna e externa, com simbologia específica e sinalização tátil de todas as informações e orientações disponíveis; uma cadeira de rodas e elevador para movimentá-la e, ainda, bagageiro e ar-condicionado.
O supervisor de pós-venda Janderson Resende, da empresa Vetelli, concessionária autorizada do fabricante Iveco, explicou que o veículo já vem com a velocidade limitada a 70 km/h, entre outras medidas preventivas. “Se a porta está aberta, o carro não acelera.”
Transportando alunos com deficiência há dois anos, o motorista André Marcelino Cid Sanmamede disse que os micro-ônibus são modernos e vão trazer mais conforto e segurança, podendo, inclusive, percorrer os morros.
Foto: Raimundo Rosa
Fonte: Prefeitura de Santos
http://www.santos.sp.gov.br/?q=noticia/877536/seduc-ganha-dois-micro-nibus-acess-veis

Campos - Novo sistema de transporte vai gerar mais de 700 empregos

27/11/2014 10:44:48

O novo sistema de transporte coletivo de Campos, que começará a operar em breve, vai aquecer o mercado, com a geração de cerca de 720 postos de trabalho no setor, que hoje tem em torno de 1.800 trabalhadores, ou seja, 40% a mais, em 12 empresas  (Foto: secom)


O novo sistema de transporte coletivo de Campos, que começará a operar em breve, vai aquecer o mercado, com a geração de cerca de 720 postos de trabalho no setor, que hoje tem em torno de 1.800 trabalhadores, ou seja, 40% a mais nas empresas de ônibus de Campos. A previsão é do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Campos (Setranspas), e leva em conta o momento em que o sistema estiver operando totalmente.

Segundo dados do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Cargas e Passageiros, para cada ônibus em circulação, são em torno de seis postos de trabalho, entre motoristas, cobradores, manutenção e administração. Para garantir o aquecimento do setor e a qualidade no transporte de passageiros, a Prefeitura, através do Fundo de Desenvolvimento de Campos (Fundecam), financiará a aquisição de 100 ônibus. 

O financiamento é bem vindo - disse o presidente da Setranspas, José Maria Matias. De acordo com o presidente do Fundecam, Otávio Amaral, todos os ônibus terão acessibilidade, e alguns, ar refrigerado.

Por: Marcio Fernandes - Foto: secom
Fonte: Prefeitura de Campos
http://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=28787

Boa Vista - Transporte coletivo terá 12 novos ônibus com acessibilidade

19 de novembro de 2014 • 10h54


Transporte coletivo terá 12 novos ônibus com acessibilidade
(Eduardo Andrade)
A inclusão da pessoa com deficiência e a qualificação do transporte público 
fazem parte do plano de governo da prefeita Teresa Surita

 Os usuários do sistema de transporte coletivo de Boa Vista terão mais qualidade e conforto a partir desta terça-feira, 18. A Prefeitura de Boa Vista, por meio da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Emhur), recebeu 12 ônibus 0/km, com plataforma de acessibilidade para cadeirantes. A inclusão da pessoa com deficiência e a qualificação do transporte público fazem parte do plano de governo da prefeita Teresa Surita.  

Para a prefeita, essa é uma grande conquista nesses dois anos de gestão. “Ano passado fizemos uma renovação da frota e substituímos ônibus antigos por ônibus mais novos, com uma média de quatro anos de uso. Estamos recebendo hoje 12 novos ônibus, aumentando a condição de acessibilidade para as pessoas com deficiência. Tínhamos ano passado 43% da frota acessível, hoje temos 79%. É um grande avanço e a população vai se beneficiar muito com isso”, destacou Teresa, ao informar que a meta é atingir 100% da frota de ônibus com acessibilidade na capital.

O presidente da Emhur, Edgard Magalhães, explicou a importância em atrair cada vez mais pessoas a utilizarem o transporte coletivo. “O ônibus é mais ecológico, polui menos, diminui a circulação de carros, pois transporta 50 pessoas de uma vez, e tem custo de manutenção menor. É tudo o que as cidades precisam, ter um sistema de transporte coletivo de qualidade, seguro e confortável para a população”, frisou.

A cadeirante Maria Bernarda Oliveira, de 79 anos, participou da entrega dos veículos e ficou feliz em ver que estão investindo no transporte público na capital. “Sempre que preciso utilizo o meio de transporte coletivo, por isso fiquei muito satisfeita com os novos ônibus. Fiz o teste e me passou muita segurança na hora de subir no ônibus. Fiquei bem confortável”, declarou.

Veículos - Todos os ônibus são 0/km com capacidade entre 43 e 50 passageiros sentados, poltronas estofadas, iluminação de led, chassis Mercedes Bens com uso de Diesel S10 com Arla, com menos poluentes que os modelos convencionais. Eles serão distribuídos em 10 linhas diferentes, considerando as linhas com maior quantidade de passageiros. As empresas responsáveis pela aquisição dos ônibus e operação das linhas em Boa Vista são a Viação Cidade de Boa Vista e Cidade Boa Vista Transportes Urbanos.

Novas linhas - Desde o ano passado o número de ônibus em circulação na cidade aumentou em cinco veículos. Novas linhas foram criadas para atender os bairros Nova Cidade, Silvio Botelho, Caranã e Centenário, além de mais uma linha direta na Ataíde Teive.

Foram ampliadas as linhas do Cidade Satélite e do Pérolas do Rio Branco para servir aos novos conjuntos habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida, assim como melhorado os itinerários para atender  ao bairro Operário, UFRR, Monte das Oliveiras  e Pátio Roraima Shopping. Os bairros Cauamé, Jóquei Clube, Caranã e Araceli Souto Maior passaram a contar com ônibus também aos domingos. Agora todos os bairros possuem ônibus aos domingos.

Fonte: Prefeitura de Boa Vista
http://www.boavista.rr.gov.br/noticia/1857/Transporte_coletivo_ter%C3%A1_12_novos_%C3%B4nibus_com_acessibilidade