quinta-feira, 31 de maio de 2012

3ª Conferência de Transportes

CAOA, Centauro/Direct, GM entre outras confirmam presença na 3º Conferência de Transportes [19.06.2012]

 



  Vejam a programação completa:

http://portalsupplychain.com.br/2012/transportes2012/emkt07_transportes2012_otm.html 


Divulgação: João Manoel (Equipe Litoralbus) - Membro convidado

Edital para a concessão na RMC é assinado em solenidade


31/05/2012



Nessa quarta-feira (30), o presidente da Empresa Metropolitana dos Transportes Urbanos – EMTU/SP, Joaquim Lopes, e o Diretor de Gestão Operacional , Evandro Losacco, assinaram o edital de licitação para a concessão de linhas intermunicipais na região de Campinas. O novo modelo de licitação é resultado de um trabalho conjunto da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos e da EMTU/SP. 


Segundo Joaquim Lopes, o novo modelo “mudará a cultura corporativa das empresas do transporte intermunicipal, pois elas deverão avaliar o sistema operacional por território e não por linha, como e é feito atualmente”. João Paulo Rodrigues, técnico da EMTU/SP que coordenou os trabalhos, apresentou um panorama do sistema com dados operacionais e de infraestrutura, além de detalhes do novo modelo de contrato.

No evento estavam presentes autoridades municipais, parlamentares e representantes das empresas locais de transporte. A vice-prefeita de Nova Odessa, Salime Abdo, parabenizou o Governo do Estado: “ A Secretaria e a EMTU/SP demonstram o grande interesse que têm para promover a mobilidade e consequente qualidade de vida da população da nossa região”. O presidente da EMDEC – Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas enfatizou que o evento marca uma nova fase nos transportes da região. 

O Diário Oficial do Estado publicou hoje (31/05) o edital assinado pelo presidente da EMTU/SP Joaquim Lopes e pelo Secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes. As propostas das empresas ou consórcios interessados em participar da licitação deverão ser entregues no dia 13/08/2012 em sessão publica a ser realizada na unidade da EMTU/SP em São Bernardo do Campo.

Fonte: EMTU

Marcopolo lança novo ônibus Gran Viale BRT na Colômbia

29 de maio de 2012 





Veículos foram concebidos com conceitos inéditos de design, conforto e eficiência
Caxias do Sul(RS), 29 de maio de 2012 - A Superpolo, joint venture da Marcopolo e do Grupo Fanalca na Colômbia, lança naquele país o seu mais novo e moderno ônibus urbano, o Gran Viale BRT. Desenvolvido no Brasil para aplicação nos avançados sistemas de transporte coletivo em grandes centros urbanos, o modelo passa a ser produzido também na fábrica colombiana para ser fornecido para o sistema BRT Transmilenio.
A família de ônibus Gran Viale BRT foi concebida com inéditos conceitos de design, ergonomia, conforto, segurança e eficiência. Os veículos incorporam toda a experiência e o conhecimento adquiridos pela Superpolo no fornecimento de ônibus para os sistemas viários de transporte coletivo da Colômbia e também de diversos países, como o Panamá.
A Superpolo é um dos mais modernos fabricantes de ônibus da América Latina e possui mais de 1.500 colaboradores em área total de 77 mil metros quadrados. Em 2011, a operação comercializou cerca de 2.100 unidades, com destaque para os modelos urbanos fornecidos a operadores de diversos países do continente americano.

Curitiba - Revitalização da Rodoviária começa em junho

31/05/2012 09:53:00


principal



A Prefeitura de Curitiba vai começar em junho a revitalização da Rodoferroviária. A obra faz parte da preparação para a Copa do Mundo da FIFA 2014 e ficará pronta em setembro de 2013. "Antes do Mundial a população já terá os benefícios desta importante obra", diz o prefeito Luciano Ducci.
Entre as mudanças está prevista a construção de 16 conjuntos sanitários, fraldário, 560 assentos na área de embarque, praça de alimentação climatizada com 142 metros quadrados, restaurante para 56 lugares e novos estacionamentos.
Também serão implantadas salas de espera climatizadas, restaurantes e o setor de serviços institucionais (Urbs, Dnit e Juizado). Haverá painéis indicativos com informações de chegada e saída dos ônibus, similares aos existentes em aeroportos.
Na parte térrea externa, onde hoje estão instalados os guichês das empresas de ônibus, ficarão pontos de comércio e serviços. Na parte interna do piso térreo ficará a sala de embarque, de acesso exclusivo e climatizada, que será controlada por catracas com leitura por código de barras. Hoje os embarques ficam acumulados junto aos ônibus e a aglomeração de pessoas em épocas de feriados é intensa.
Entorno - A revitalização da Rodoferroviária de Curitiba será feita a partir da adequação do sistema viário do entorno e da mudança de uso e aproveitamento melhor de espaços.
O primeiro passo para a revitalização foi dado em 21 de junho do ano passado, em Brasília, quando a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e o prefeito Luciano Ducci assinaram o termo de cessão do terreno da Rodoferroviária ao Município de Curitiba.
"As obras abrangem a reforma dos prédios e melhorias na acessibilidade. A Rodoferroviária será requalificada para melhorar as condições para as pessoas e para a entrada e saída dos ônibus rodoviários", diz o presidente do Ippuc, Cléver Almeida.
O projeto original da rodoviária, do arquiteto Rubens Meister, será preservado. Pelo novo projeto do Ippuc, a venda de bilhetes passará a ser feita no piso superior. Serão implantados quatro elevadores, dimensionados para o transporte de passageiros e bagagens, quatro escadas rolantes e uma nova passarela com plataforma elevatória para uso de pessoas com deficiência.
"O conforto e a comodidade dos usuários é prioridade. Hoje todas as operações de compra e venda de passagens são feitas no piso térreo. É onde está a grande concentração de pessoas. O projeto leva em conta a divisão deste fluxo de usuários com o aproveitamento maior do piso superior", explica a diretora de Projetos do Ippuc, Célia Bim. "A proposta é criar facilidades no embarque e desembarque de passageiros, melhorar a acessibilidade e implantar áreas de comércio e serviços."
Para sair ou chegar ao terminal, os ônibus que fazem as rotas estaduais e interestaduais obrigatoriamente convergem para a Avenida Affonso Camargo. O movimento dos ônibus de viagem nesta avenida é de cerca de 400 veículos em dias normais e passa de mil ônibus em feriados e finais de semana prolongados.
Para adequar o sistema viário - tendo em vista que a Affonso Camargo irá receber o fluxo do corredor Aeroporto-Rodoferroviária, com a implantação de um novo viaduto em sentido único vindo da Avenida das Torres -, o projeto da Rodoferroviária prevê a entrada e saída dos ônibus de viagem pela rua Dario Lopes dos Santos, na parte de trás do terminal, a partir da liberação do pátio de manobras da Rede Ferroviária Federal, operado pela ALL.
"Os ônibus que chegam do litoral paranaense pela BR 277, de Santa Catarina pela avenida das Torres e do interior do Paraná pela Silva Jardim entrarão no terminal pela Dario Lopes dos Santos. Isso irá melhorar a mobilidade no entorno da Rodoferroviária", disse Célia Bim.
No novo espaço será implantada uma área exclusiva para desembarque, com 10 novas plataformas, e construída uma faixa de acumulação com 300 metros de extensão para o estacionamento dos ônibus. Hoje, a faixa existente ao lado da Rodoferroviária tem 30 metros.
Também haverá a ligação cicloviária ao terminal, integrada às ciclovias existentes na Affonso Camargo e na Avenida Mariano Torres. A Rodoferroviária terá 278 vagas de estacionamento e revitalizada a praça com obras de paisagismo e nova iluminação.
Além disso, a Prefeitura está licitando a concessão para a construção de um estacionamento subterrâneo na Affonso Camargo, ligando a Rodoviária e o Mercado Municipal, com 450 vagas.
Saiba o que vai mudar na Rodoferroviária:
Térreo
- Sala de embarque separada, de acesso exclusivo e climatizada, que será controlado por catracas com leitura por código de barras
- Área exclusiva para desembarque com plataforma para 10 ônibus, (separando assim do que ocorre hoje junto com da área de embarque). 
- Malex será relocado, juntamente com a guarda de volumes.
- Espaço para 10 caixas eletrônicos
- Espaço de telefonia concentrada.
- Espaços de estar fora da área de embarque para os acompanhantes das pessoas que viajam ou que chegam.
- Acessibilidade como acréscimo de quatro elevadores e quatro escadas rolantes na área central de cada bloco para acesso ao piso superior.
- Sanitários serão reformados e readequados.
- Cafeteria e revistaria atenderá tanto o espaço de embarque como fora dele.
- Nova central de informações.
- Farmácia e mais sete espaços para comércio de aproximadamente 35m2 no térreo.
Pavimento superior
- Área de compra e venda de passagens.
- Nova passarela com elevador para deficientes, no lado mais próximo ao desembarque.
- Espaços para comércio ficarão setorizados próximos aos guichês das empresas e espaços de alimentação.
- 1 Restaurante e uma praça de alimentação para lanches rápidos.
- Readequação de espaço da administração.
- Readequação e concentração dos espaços de serviços públicos como Polícia Militar, ANTT, DER, Juizado.
- Novos sanitários.
- Aumento na altura dos parapeitos nas passarelas e andar superior.
Área externa- O estacionamento contará com 278 vagas mais 9 reservadas para deficientes e 63 vagas rotativas. Os táxis terão um espaço mais exclusivo separado da entrada dos carros.
- Revitalização da praça existente e criação de ciclovia na frente da rodoviária.
- Revitalização do paisagismo externo. 
- Bicicletário
- Estacionamento subterrâneo na Affonso Camargo, com 450 vagas.
 Infraestrutura
 - Cobertura – Substituição da cobertura por uma nova com isolamento térmico e acústico. 
- Reforma das instalações elétricas, hidráulicas, sonorização, rede de fiação e caixas de som, iluminação em geral, e reaproveitamento das águas Pluviais.
- Instalação de equipamentos (telas/monitores) nas áreas comuns para divulgação de saída e chegada de ônibus, interligados ao sistema de operação de plataformas (já existente)
- Gravação de voz de mais idiomas - sistema de anúncios.
- Reformulação no sistema de grupo de geradores de energia para toda rodoviária.
- Modernização Tecnológica do sistema de controle do terminal.
- Nova comunicação visual.
- Mudança no sistema dos relógios da plataforma para o sistema digital, interligando com as cabines para haver sincronismo dos mesmos.
- Restauração da estrutura de concreto aparente.
- Previsões para áreas climatizadas e aumento no monitoramento de segurança.
- 16 conjuntos sanitários (oito femininos e oito masculinos), mais 8 entre deficientes físicos e fraldário.
- 560 assentos área de embarque
- Praça de alimentação 142 m2- (climatizada) com 19 mesas de 4 lugares (76 lugares)
- Restaurante para 56 lugares 

Fonte: Prefeitura de Curitiba

Vacaria - Os novos ônibus que estarão circulando a partir da próxima segunda-feira




Neste sábado, 02/06, a Prefeitura e a Empresa TransFátima estarão apresentando à comunidade de Vacaria os novos ônibus que estarão circulando a partir da próxima segunda-feira, 04/06. Serão oito novos ônibus sendo cinco ano 2009 e com elevador para portadores de deficiência.
 
A empresa TransFátima investiu R$1.500.000,00 na aquisição dos novos veículos que contam com painel eletrônico para informar o itinerário dos ônibus. A empresa venceu a licitação com a proposta de R$501.000,00 que serão pagos em quatro anos. A concessão é pelo período de dez anos.
 
Também a partir da próxima segunda-feira, 04/06, conforme estabelece a licitação, pessoas acima de 60 anos estarão isentas de pagar a passagem urbana.
Postado 31/05/2012 às 14:46 
por Neto Ferreira (Rádio Fátima AM)

Fonte: Rádio Fátima AM

Prefeito apresenta novos ônibus de Niterói

Qui, 31 de Maio de 2012 16:15


novos_onibus1


novos_onibus2


novos_onibus3



A plena acessibilidade para deficientes físicos e visuais será um dos destaques da futura frota de ônibus das linhas de transporte público coletivo de Niterói, que começarão a circular este ano com novos padrões de cores (vermelho e verde), e que foram apresentados nesta quarta-feira (30/05), no Caminho Niemeyer, pelo prefeito Jorge Roberto Silveira. A Prefeitura de Niterói, através da Nittrans e da Secretaria Municipal de Acessibilidade, está regulamentando os itens funcionais dos novos coletivos, com entrada e saída de passageiros em piso baixo, apropriado ao usuário de cadeira de rodas, e dispositivos visuais e sonoros, para melhor orientação dos deficientes visuais, além de ar condicionado em todos os veículos em circulação.
O prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, destacou como fundamental  para o município essas mudanças. “Esta nova identidade dos ônibus vai facilitar a vida do usuário e é um passo importante na concretização do Plano Lerner”. Para o prefeito, passo a passo a cidade vai ganhando uma nova fisionomia no trânsito e contribuindo para melhoria do fluxo de carros, ao destacar que haverá uma redução de cerca de 150 ônibus circulando nas ruas da cidade. “São medidas que darão uma maior racionalidade no trânsito”, completou.
Os novos ônibus estão sendo encomendados à produção para substituição da frota na base de 50 coletivos por ano. Um manual está sendo elaborado para determinar a padronização interior dos novos veículos, que farão o transporte da população conforme definição do Plano de Transporte Público de Niterói, elaborado pela Prefeitura, através da Nittrans, com consultoria do urbanista Jaime Lerner.

O presidente da Niterói, Transporte e Trânsito (Nittrans), Sérgio Marcolini,  explica que “os novos ônibus representam um avanço em termos de
comodidade e também de eficiência no serviço oferecido aos usuários, com um padrão de mobilidade previsto pelo plano de transporte público elaborado pela Prefeitura”.

A substituição dos ônibus resulta de concessão pública efetuada este ano pela Prefeitura de Niterói, através de licitação, para operação do sistema de transporte por áreas de atuação, ficando o Consórcio TransNit, com a Área Operacional 1, e o Consórcio Transoceânico, com a Área Operacional 2.
Os ônibus de cor vermelha são das linhas da Área Operacional 1, que circularão pela Ilha da Conceição, Barreto, Ponta D’Areia, Engenhoca, Santana, São Lourenço, Tenente Jardim, Fonseca, Fátima, Caramujo, Baldeador, Santa Barbara e Pé Pequeno. A Área Operacional II, com os ônibus em verde, farão o transporte em São Francisco, Cachoeira, Viradouro, Ititioca, Largo da Batalha, Sapê, Badu, Matapaca, Maria Paula, Vila Progresso, Cantagalo, Maceió, Muriqui, Cafubá, Charitas, Jurujuba, Jardim Imbuí, Piratininga, Jacaré, Rio do Ouro, Serra Grande, Santa Antônio, Camboinhas, Maravista, Itaipu, Itacoatiara, Engenho do Mato, Várzea das Moças e Viçoso Jardim.

Fonte: Prefeitura de Niterói

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Ilha Bela - “Bilhete Único”

25/05/2012 


“Bilhete Único”



Sistema reduziu tarifa, agilizou o embarque e trouxe mais segurança aos usuários e profissionais do transporte coletivo
A utilização do Bilhete Único no sistema de transporte coletivo de Ilhabela trouxe diversos benefícios, como a redução tarifária, a rapidez no embarque e na circulação dos ônibus, segundo estudo realizado pela Expresso Fênix, concessionária do serviço no município. Esse estudo foi realizado entre fevereiro e abril pelos técnicos de empresa, que observaram o fluxo de passageiros e a utilização do Bilhete Único como alternativa prática e mais segura se comparada à utilização de dinheiro nos ônibus, principalmente, em horários considerados de maior movimento.
O Bilhete Único Ilhabela, nome pelo qual o benefício ficou conhecido, funciona de forma semelhante ao cartão de crédito, carregados com dinheiro em postos de venda para ser utilizado nos ônibus da Expresso Fênix, gerando benefícios para seus usuários, como as tarifas integradas entre as regiões norte e sul do município, num trecho onde é concedido a isenção da tarifa ao se utilizar os ônibus em sequência. “Essa é uma iniciativa inédita que conseguimos após a licitação do transporte coletivo depois de 20 anos. Hoje, o morador vai do sul ao norte da ilha com apenas uma passagem. Vale lembrar que ainda houve a redução do valor da passagem, que caiu de R$ 2,50 para R$ 2,20, sendo que pelo antigo modelo já havia pedido de reajuste para R$ 2,90. O Bilhete Único realmente mudou o conceito de transporte na ilha”.
Segundo a empresa, o sistema eletrônico representa o que há de mais moderno e seguro em utilização no país, o que também atende as exigências da Secretaria de Estado da Segurança Pública. “A implantação do Bilhete Único foi recomendada pelos órgãos de segurança do Estado e ainda do exterior por promover uma diminuição significativa de circulação de dinheiro no interior dos veículos. Desta forma, nossa empresa consegue oferecer maior segurança aos usuários do sistema de transporte coletivo e também aos funcionários. Este projeto tem como finalidade garantir a tranquilidade da comunidade nos trajetos dentro do município e, ainda, o conforto dos turistas que utilizam o sistema”, disse o diretor assistente da Expresso Fênix, Victor Hugo Chedid. “O Bilhete Único, que está aliado a uma das menores tarifas praticadas no país, tem um impacto importante e direto na vida das famílias ao proporcionar uma economia que, na maioria das vezes, é revertida em alimentação e em aquisição de bens duráveis. Com o Bilhete Único todos saem ganhando, segundo um dos dados do estudo que realizamos entre fevereiro e abril. A adesão cresce a cada dia e isso é importantíssimo para nossa operação, focada na agilidade e segurança dos passageiros”, completou.
O estudo foi executado por técnicos especializados que possuem atuação em sistemas de transportes coletivos de municípios que integram regiões metropolitanas, como, por exemplo, Campinas e São Paulo. O objetivo foi identificar a aceitação do usuário ao Bilhete Único como proposta viável para a agilidade, a segurança e a tranquilidade dos fatores que interagem no sistema de transporte coletivo.
Em Ilhabela, o Bilhete Único substitui o dinheiro, os passes escolares e os vales-transportes de papel. Para ter direito ao benefício, o interessado deverá se cadastrar no escritório administrativo da empresa, que fica na Av. Tiradentes, 124, Barra Velha. O carregamento de créditos do Bilhete Único poderá ser realizado no próprio local do cadastro, na Secretaria de Cultura e na Prefeitura de Ilhabela (locais onde estão sendo comercializados os créditos eletrônicos). As empresas interessadas em oferecer o benefício aos funcionários possuem tratamento diferenciado e poderão solicitar créditos por meio da internet.
SERVIÇO: HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO
DOS POSTOS DE VENDA
Escritório Administrativo
Segunda a Sexta, das 08h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h30.
Sábado, das 08h00 às 12h00.
Prefeitura de Ilhabela
Segunda a Sexta, das 08h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h00.
Secretaria da Cultura
Segunda a Sexta, das 08h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h30

Fonte: Prefeitura de Ilha Bela

Sebastianenses puxam barco e ônibus no Dia do Desafio

São Sebastião, quarta-feira, 30 de maio de 2012



Arnaldo Klajn e Milton Fagundes|PMSS e Divulgação



Muitas atividades marcaram o Dia do Desafio no município
Outras atividades como caminhadas e jogos coletivos completaram as ações na cidade
Um dia cheio de desafios, como puxar um ônibus no Topovaradouro e um barco no São Francisco,  marcaram o Challenge Day em São Sebastião.
O Dia do Desafio começou logo cedo com uma série de atividades a exemplo da ação conjunta entre a Emei Chapeuzinho Vermelho e os projetos sociais Cidadão Criança e  Crescendo e Aprendendo que envolveu um total de 50 pessoas. À tarde, os grupos continuaram com as atividades: puxaram uma canoa de 90 quilos na praia e depois caminharam até o Clube 7 de Setembro. “Foi um ótimo trabalho em equipe”, disse o adolescente Rian Costa Santos, 10, do projeto Cidadão. “Serviu para mantermos contato com os outros projetos reforçando a importância da atividade física e do trabalho em parceria”, completou Adriana Romão, do Garoçá.
No decorrer do dia, outras atividades físicas também foram desempenhadas pelos alunos dos projetos.  Na Enseada, onde se localiza o Garoça, as monitoras Jocemara Brandão Santos, Rogéria Cozendey e Vânia Aparecida Buzatto envolveram as crianças com alongamento, dança e brincadeiras como ‘passa bola’,  ‘rouba bexiga’ ‘pregar o rabo no burro”. Vitor Dias Costa, 10, Johnny Rafael Alves, 8,  e Wellington Luiz Lopes de Abreu, 7, empolgados com as atividades fizeram questão de mostrar conhecimento sobre o Challenge Day e a importância de se realizar uma atividade física. “Fazer uma atividade, seja ela qual for, faz bem para o corpo e para a mente”, frisou João Vitor.
Malabares, fitas, aros, bandeiras foram as atividades extras desenvolvidas pelo projeto Cidadão Criança na escola “Walfrido Maciel Monteiro”, onde os alunos assistiram, como convidados, a uma palestra sobre Monteiro Lobato em comemoração ao Dia do Livro.
São Sebastião disputou o Dia do Desafio contra a cidade guatemalteca de San Martín. Os resultados devem ser divulgados nos próximos dias.
(VB/RF)

Fonte: Prefeitura de São Sebastião

EMTU/SP publica o edital de concessão do sistema de transporte metropolitano da RMC


30/05/2012


O edital de licitação para a concessão das linhas intermunicipais da Região Metropolitana de Campinas será publicado amanhã, dia 31/05/2012, no Diário Oficial do Estado. Na concessão, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos contará com um efetivo instrumento contratual  no qual se estabelece claramente as regras a serem cumpridas pelo poder concedente e pelo concessionário.

O novo modelo proposto, moderno e inovador, é resultado de um trabalho conjunto da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos e da EMTU/SP e tornará a gestão do transporte mais eficiente, além de propiciar melhor qualidade nos serviços prestados à população.

Licitação
A concessão será onerosa, em área única de operação com prazo de contrato de 15 anos. O critério de julgamento será pelo maior valor de outorga e a concessionária deverá constituir-se em uma Sociedade de Propósito Específico. A idade média da frota exigida será de cinco anos e o concessionário será responsável pela implantação de sistema único de bilhetagem eletrônica, central de controle operacional e monitoramento da frota via GPS.
As propostas das empresas ou consórcios interessados em participar da licitação deverão ser entregues no dia 13/08/2012 em sessão publica a ser realizada na unidade da EMTU/SP em São Bernardo do Campo. O vencedor do processo licitatório será conhecido após a análise da documentação pelos técnicos da EMTU/SP e a previsão é de que seja anunciado primeira quinzena de setembro.
Em agosto de 2011 foi realizada audiência pública referente ao processo de concessão, divulgando o modelo e as diretrizes dos serviços. Em dezembro do mesmo ano foram publicados os Decretos Estaduais nº 57.583 e 57.584 autorizando e regulamentando a licitação.

Modelo proposto com a concessão
Desde 2000, quando foi criada a Região Metropolitana de Campinas, a operação do sistema de transporte metropolitano por ônibus se fundamenta no modelo de permissões a título precário que comprometem o gerenciamento e a qualidade do serviço, pois nos contratos atuais os direitos e obrigações das partes não estão definidos de forma clara.
Na concessão, por área de operação e não por linha como é atualmente, a prestação do serviço deverá ser conforme as regras estabelecidas pelo poder concedente, por conta e risco da concessionária.
O contrato de concessão é o meio de delegação de serviço público mais indicado quando estão envolvidos grandes investimentos por parte do setor privado. Também propicia mais estabilidade nas relações entre o poder concedente e o concessionário, além da garantia do equilíbrio econômico-financeiro do contrato, cujo valor estimado para o sistema da RMC é de R$ 2,1 bilhões.

 Situação atual - Permissão precária
Ordenamento jurídico defasado
Não estabelece limite de idade máxima para os veículos
Não permite estabelecer nível de serviço
Utilização de infraestrutura sem contrapartida
Delegação do serviço a título precário
Falta de instrumento contratual entre poder público e empresa operadora

Situação futura - Concessão
Obrigações com critérios rigorosos estabelecidos no contrato
Padrão de nível de serviço definido
Maior segurança jurídica
Operação e manutenção da infraestrutura pela concessionária
Frota renovada: idade média da frota de 5 anos    
Acessibilidade para atender às pessoas com deficiência

Redução da emissão de poluentes conforme legislação ambiental
Investimento em tecnologia - segurança e monitoramento via CCO

Características do sistema de Transporte Metropolitano da RMC
 - 19 municípios
- Média de 5 milhões de passageiros transportados por mês
- 10 Permissionárias
- Idade Média da Frota de 7 anos
- 108 Operadores Autônomos (ORCA)
- 165 Linhas Intermunicipais
- 461 Ônibus

Fonte: EMTU

Governador Alckmin autoriza publicação do edital de compra dos veículos leves sobre trilhos (VLT) da Baixada


30/05/2012


Governo de São Paulo investirá R$ 284 milhões nessa compra; VLT atenderá cerca 70 mil passageiros/dia útil na primeira fase
O governador Geraldo Alckmin autoriza nesta quarta-feira, 30, a publicação do edital para a compra de 22 veículos leves sobre trilhos (VLT) que ligarão o Terminal Barreiros em São Vicente, ao Valongo, em Santos. O trecho de 15 km  corresponde à primeira fase do SIM (Sistema Integrado Metropolitano), projeto do governo do Estado coordenado pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos, por meio da EMTU/SP.
O edital será publicado em 31/05 no Diário Oficial do Estado. A licitação é de âmbito internacional e deve ser concluída em julho. Em setembro, será assinado o contrato com a empresa vencedora. O primeiro veículo deverá ser entregue em um prazo de 18 meses a partir da assinatura (março de 2014) e a entrega de todos os trens está prevista para dezembro de 2014. O custo total aproximado dos veículos é de R$ 284 milhões.
O Veículo Leve Sobre Trilhos escolhido para operar na Baixada Santista seguirá algumas especificações básicas: 2,65m de largura por 44m de comprimento; capacidade para 400 usuários; velocidade média de 25km/h (a máxima é de 80km/h); ar condicionado e piso 100% baixo, facilitando a movimentação de usuários com dificuldade de locomoção.
Outro passo importante para viabilizar a circulação do VLT é a licitação dos sistemas de comunicação e sinalização. O edital de compra dos sistemas de energia, sinalização, telecomunicações, controle de tráfego e bloqueios (catracas e guichês) deve ser publicado no final de junho e o custo estimado é de R$ 171 milhões.
Integração com ônibus
Com a expectativa de atender cerca 70 mil passageiros/dia útil nesta primeira fase, o VLT será integrado às linhas de ônibus metropolitanos e municipais. Contará com obras de infraestrutura como terminais, estações de transferência, pontos de parada, dispositivos de acessibilidade, intervenções no viário e construção de ciclovias. O investimento total previsto é de R$ 855 milhões.
Projetos
Desde fevereiro de 2012 o Consórcio Projeto VLT (empresa vencedora da licitação) está elaborando o projeto executivo do trecho ligando o terminal Barreiros ao Porto (11km), previsto para ser concluído em agosto de 2012.
Já o Consórcio Projetos SIM RMBS elabora o projeto básico e executivo dos outros trechos do VLT: Conselheiro Nébias/Valongo ( 4 km), Projeto Básico dos trechos Barreiros/Samaritá - 7,4 km e Cons. Nébias/Ponta da Praia - 4,4 km, e Projeto Funcional da ligação Samaritá/Terminal Tatico - 7km. O prazo de conclusão é setembro de 2012.
Obras
Em abril foi retomado o processo de licitação com a entrega da documentação técnica e de habilitação para a pré - qualificação das empresas interessadas em participar da licitação pública para a execução das obras do trecho prioritário São Vicente (Barreiros) - Santos (Porto) e a extensão Conselheiro Nébias a Valongo, em Santos. Oito consórcios entregaram a documentação que está em análise.
Em julho de 2012 está prevista a publicação do Edital da Obra (qualificação por preço) do trecho Barreiros - Porto e, em agosto, a contratação da empresa que executará a obra do trecho a partir de setembro - a previsão de entrega é o primeiro semestre de 2014. Já o trecho Conselheiro Nébias - Valongo tem previsão de início das obras em janeiro de 2013, com a conclusão no segundo semestre de 2014.
Benefícios do SIM
Redução de 23% na frota de ônibus.
Redução do número de linhas de 52 para 32.
Redução de tempo gasto com transporte e integração tarifária.
Com menos ônibus circulando, a expectativa é de uma economia de aproximadamente R$ 21 milhões/ano em gastos como acidentes e manutenção.
Redução da emissão de poluentes na atmosfera. 

Fonte: EMTU